5 riffs e melodias “emprestados”

Por Pedro Correa

Plágio, apesar da força de sua definição e de suas implicações legais, ainda tem lá suas abstrações, podendo até ser eventualmente relativizado como “inspiração”. A despeito da célebre frase de Lavoisier, “nada se cria, tudo se transforma”, certos compositores, entre os quais podemos incluir lendas da música, foram longe demais, pagando caro, em alguns casos literalmente, pela inspiração não creditada. Qualquer que tenha sido o desfecho, com ou sem trâmites judiciais, o legado permanece o mesmo, mas a história prova que até mesmo músicos do calibre dos que são apresentados nesta lista dão um jeito quando a criatividade temporariamente lhes escapa. Você pode ouvir todas as músicas clicando em seus nomes.

  1. Van Halen vs Steel Panther

Man on a Mission / 17 Girls in a row. Ok, começamos por melodias diferentes, mas os riffs de guitarra são praticamente iguais. Não obstante, Michael Starr, vocalista, e Satchel, guitarrista do Steel Panther, fizeram parte por muitos anos do cover de Van Halen mais popular dos EUA, “The Atomic Punks”. É bem verdade que os caras não se levam tão a sério e a semelhança não dá trela para batalhas judiciais, mas ainda assim eles entram na lista não só pelo riff, mas pelo conjunto da obra.

  1. The Chiffons vs George Harrison

He’s so fine / My Sweet Lord. Na primeira metade dos anos 70, em meio ao sucesso da melhor carreira solo dos quatro Beatles até então, George Harrison foi alvo de um processo de violação de direitos autorais devido as semelhanças entre seu hit e a canção interpretada pelo quarteto feminino The Chiffons, em 1963. A ação ganhou ares de novela e durou até 1976, quando o ex-beatle foi condenado por “plágio subconsciente”. Meses após a condenação, Harrison adquiriu os direitos de “He’s so fine” por singelos U$587,000, encerrando o imblóglio, mas não a polêmica.

  1. The Kinks vs The Doors

All day and all of the night / Hello I love you. A lista chega a um ponto onde fica mais e mais difícil diferenciar uma da outra.  Em 2012, numa entrevista a revista Mojo, Ray Davies explicou: “O próprio Jim (Morrison) admitiu e isso foi o mais importante para mim”. A princípio os ingleses fizeram apenas questão de um reconhecimento público, mas foram convencidos a mover um processo e ganharam. Os tribunais do Reino Unido decretaram que os royalties de “Hello I love you” deveriam ser pago aos irmãos Davies, que mais tarde brigariam entre si e processariam um ao outro, resultando no fim dos Kinks.

  1. Spirit vs Led Zeppelin

Taurus / Stairway to heaven. As veias desta discussão permanecem abertas até hoje. Em 2014 o Led Zeppelin lancou versões remasterizadas de seus três primeiros albuns e o advogado Francis Malofyi, representando Randy California, falecido guitarrista do Spirit, ainda tenta impedir um eventual relançamento do quarto disco afirmando que os créditos não foram devidamente atribuídos ao morto. Não é a primeira vez que as lendas do hard rock são denunciadas por plágio, mas Jimmy Page pouco comenta as acusações, limitando-se a classificá-las como “ridículas”.

  1. Killing Joke vs Nirvana

Eighties / Come as you are. Danny Goldberg, diretor do selo Gold Mountain, sob o qual os singles de “Nevermind” foram lancados, resume a situação: “Estávamos em dúvida entre ‘In bloom’ e ‘Come as you are’. Kurt (Cobain) estava nervoso porque a última era muito parecida com a música do Killing Joke, mas decidimos que era a melhor a ser lançada.” Cobain, no entanto, estava certo. Membros do Killing Joke chegaram a afirmar publicamente em diversas ocasiões que estavam “muito putos”, mas o fim do Nirvana esfriou o assunto, que não chegou as tribunais.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s